Uma Pequena Casa De Chá Em Cabul… Um pouco do Afeganistão por Deborah Rodriguez

16 de junho
Destaque / Resenhas

Esta semana, precisamente no próximo domingo, começa o inverno. O clima incerto, ora calor, ora frio, dá lugar aos dias frios, aos dias de aconchego embaixo das cobertas, no sofá ou na cama, lendo um bom livro, assistindo aquele filme, em casa, que não deu tempo para ir ao cinema ou que faltou coragem para ir. O clima incerto dá lugar, principalmente, aos dias de céu azul e vento geladinho que nos levam a celebrar a vida, a família, as amizades com aquele velho e maravilhoso chá, não é verdade?

Então, que tal, agora, neste exato momento, você aí, que está a ler esta resenha, sair um pouco do quentinho do seu aconchego para vivenciar comigo as experiências de uma famosa casa de chá? Uma casa de chá que guarda em si as histórias de cinco mulheres bem diferentes, mas que compartilharão entre si uma conexão que as levará a mudar o rumo de suas próprias vidas e o da vida de muitas outras mulheres.

Uma casa de chá localizada em Cabul, no Afeganistão, onde o medo e a insegurança move cada passo das pessoas que lá vivem, diária e continuamente. Uma casa de chá que irá tirar o véu do rosto das mulheres do Afeganistão, por meio de ricos personagens que iluminam cada página, mas principalmente que irá nos revelar detalhes de uma cultura, das tradições de um país cheio de regras, princípios, mas também de uma beleza particular, que somente pode ser vista por quem lá viveu ou passou.

Book 18

Uma Pequena Casa de Chá em Cabul, que atende todos os dias homens e mulheres, expatriados, funcionários da ONU e mercenários, em busca de um momento de paz em uma região onde a tensão paira no ar.

Uma pequena casa de chá em Cabul que se torna o cenário para o encontro de cinco mulheres que compartilharão segredos e se tornarão amigas. Sunny, que depois de passar por uns bons bocados na vida, se estabelece como proprietária da pequena casa de chá no coração do Afeganistão; Halajan, uma idosa que luta pela mudança de seu país e reencontra um antigo caso de amor, indo contra todas as regras; Yasmina, uma jovem grávida que fora roubada em um distante vilarejo e abandonada nas ruas violentas de Cabul devido a sua condição; Isabel, uma jornalista corajosa e determinada, que guarda um segredo que pode privá-la da maior reportagem de sua vida e Candace, uma americana rica que troca seu marido por um amante afegão.

Um romance simplesmente soberbo!! Soberbo no sentido de magnífico, de precioso. Deborah Rodriguez “capta o local e as pessoas de forma sincera”, revelando-nos com maestria como é viver, ser mulher, seguir os costumes e, principalmente, como os verdadeiros laços de amizade são construídos em um país muitas vezes destruído, em todos os aspectos, como Cabul.

Um romance que irá surpreender tanto aqueles que são apaixonados pelos gênero literário, assim como aqueles que buscam conhecer sobre a história e a cultural de outro país. Como sou amante dos dois, romances e história, fiquei absolutamente encantada a ponto de, primeiro, não lagar o livro por nada até chegar ao seu final e, segundo, com uma enorme vontade de ler O Salão de Beleza de Cabul: O Mundo Secreto das Mulheres Afegãs, que aqui no Brasil está esgotado, infelizmente.

By Danny Leal

Postado por @rtrevimento em 16 jun 2015
Categorias: Destaque, Resenhas

Deixe um comentário